RECEITA FEDERAL DERRUBA LIMITE PARA PARCELAMENTO DE TRIBUTOS

RECEITA FEDERAL DERRUBA LIMITE PARA PARCELAMENTO DE TRIBUTOS
03/03/2022 No Comments Sem categoria JA

A Receita Federal acabou com o limite de valor de R$ 5 milhões para o parcelamento simplificado de dívidas de tributos federais. A norma também passa a permitir o reparcelamento de dívidas direto no sistema do Fisco. Ainda possibilita o parcelamento de débitos de tributos federais diversos por meio de um sistema único – só não podem ser incluídas dívidas de contribuições previdenciárias pagas em Guia da Previdência Social . Para tributaristas, o novo parcelamento representa uma simplificação em relação ao programa anterior e decorre da Lei n 10.522, de 2002.

«Não há em tal lei nenhum limite de valor», afirma a advogada Sarah Mila Barbassa, do escritório Cescon Barrieu. Com isso, autorizou uma empresa do setor de pavimentação a aderir ao parcelamento simplificado de débitos referentes a contribuições previdenciárias, sem qualquer limite de valor . O advogado Alexandre Gleria, do escritório ASBZ Advogados, afirma que para contribuintes que tinham dívidas muito altas era mais vantajoso ter o valor inscrito na dívida ativa. Isso porque passavam a ter condições melhores para pagar do que por meio do parcelamento ordinário.

«Às vezes, era mais vantajoso ficar em mora com a União, esperar ser inscrito e, mesmo com os encargos, o parcelamento compensava», destaca. «Não fazia sentido esse limite de valor», diz. A nova norma prevê a possibilidade de um parcelamento único. Isso quer dizer que, antes da alteração, cada tributo negociado gerava um parcelamento distinto, algo mais burocrático.

«Com essa medida, toda a dívida do contribuinte pode ser controlada em um só parcelamento, pago em um mesmo documento, sendo muito mais simples acompanhar», diz a Receita em nota. Os sistemas de parcelamento também serão atualizados e centralizados no e-CAC, a plataforma virtual do Fisco. Será possível negociar o reparcelamento das dívidas também por esse sistema. Além disso, as novas regras não se aplicam às dívidas de tributos do Simples Nacional e MEI .

Please follow and like us:
0
20
Pin Share20
About The Author
JA
INSTAGRAM
FACEBOOK
LINKEDIN